quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

"Morria e não sabia" - conheça algumas Músicas Sampleadas


  Sample significa "amostra" e é um termo muito usado na música para determinar trechos de melodia que serão utilizados em outras melodias, no caso, um som antigo que será reciclado para fazer parte de uma nova melodia. Muitos músicos utilizaram e utilizam essa técnica, muitos você com certeza nem sabia, não até agora, porque hoje temos o "Who Sampled" que tem como objetivo principal, dedurar quem usou dessa técnica pra criar seus hits; E a lista é grande, dei uma conferida e fiquei impressionado com a quantidade de músicas que eu nem sonhava terem existido a mais tempo atrás, separei alguns exemplos curiosos, confira:

  


   O clássico Love me Tender do rei Elvis Presley tem a melodia da canção da guerra civil americana intitulada "Aura Lea", escrita por WW Fosdick (letra) e George R. Poulton (melodia) em 1861.

  


   Outro clássico, desta vez do Beatles, Yellow Submarine, fez um sample com o hino da "Divisão da Luz" *Infantaria do exército britânico, criada no século 19

  


   Essa banda eu não poderia deixar de pesquisar, claro, todos sabem que é minha banda número 1, os Red Hot Chili Peppers também "samplearam" uma música, e com bom gosto, pegaram um Riff do Black Sabath.


Agora vamos a exemplos Brasileiros:

  


   A banda Chilena Pánico fez um sample com a música "Bat macumba" dos Mutantes (1969)

  


   Os Inimigos do Rei usaram na sua bem humorada música "Adelaide" um sample original da música "You Be Illin" da banda Run DMC (1986)

  


   O Rapper e ator Mos Def sampleou uma música da banda Black Rio - "Casa forte" essa que fez um sample da música Casa Forte do Edu Lobo:



    Vale salientar que nem todo sample é plágio, lembre-se que pode ser feito acordos (financeiros) entre as gravadoras para autorização do uso dos samples; É Isso, espero que tenham curtido.

2 comentários:

gramofonelunar 29 de dezembro de 2011 01:02  

Pra mim sample é copia... e copia não é legal!!! Mesmo que autorizado... acho estranho!!! Prefiro coisas autênticas! Lógico que nesse mundo da música é difícil você ver algum criando, a maioria é café requentado!

Tem uma matéria parecida lá no Gramofone, se quiser ler: http://gramofonelunar.wordpress.com/2011/10/31/plagiosemesmice/

Anime Mark 29 de dezembro de 2011 13:22  

Eu vejo por outro lado, pode-se sim usar-se de samples para criar algo autentico, um exemplo clássico: Os gênios do Daft Punk.

Postar um comentário

  ©Criado por ANIMEMARK.

TOPO